Notas que merecem destaque

Sérgio Botêlho

Instituto Paraná nega pesquisa pró Bolsonaro

Segundo a Agência Estado, não houve nenhuma sondagem feita pelo Instituto Paraná que teve como resultado nacional o candidato Jair Bolsonaro (PSL) em primeiro lugar. O desmentido é do próprio Instituto Paraná Pesquisas por meio do seu presidente, Murilo Hidalgo, que afirmou ser a notícia “fake-news”. “Um absurdo”, completou.

 

Para general, bolsonaristas são meio “boçais”

O general Mourão causou no nicho do presidenciável Bolsonaro. Segundo o militar, cogitado para ser vice na chapa do deputado, “a gente tem de trazer todos os brasileiros e aceitar as ideias de uns e de outros e não ficar se matando”. Mourão se refere à necessidade de não dividir o país.

 

Brasília, há 69 dias sem um pingo de chuva

Já começou a contagem progressiva – uma vez que a regressiva, é impossível – sobre a seca em Brasília. Mídia registra 69 sem dias sem chuvas “e sem previsão de precipitações pluviométricas”. E, não tem mesmo. Só, mais ou menos. Alguma chuvinha no DF só para os vindos de setembro. Isso, se Deus der bom tempo. Senão, fica mesmo para outubro. Ora em diante a umidade relativa do ar despenca, chegando a níveis do Saara.

 

Desautorizando geral

De tanto desautorizar, sobre tudo, dirigentes regionais de seu próprio partido, a pré-candidata da Rede, Marina Silva, se vê com problemas para convencer possíveis aliados em outras legendas, e pode ter de optar por uma solução caseira. O problema de Marina vai ser o pouquíssimo tempo de televisão e rádio que possui a Rede.

 

Disputa pelo Senado, na Paraíba

Está cada vez mais complicado para o deputado federal Luiz Couto (PT) negar-se a disputar o Senado Federal na chapa comandada por João Azevedo (PSB) e apoiada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). O projeto petista é de ver Couto compondo dobradinha, para o Senado, com o também deputado federal Veneziano Vital (PSB). A dupla vai enfrentar as candidaturas do atual senador Cássio Cunha Lima (PSDB), Daniella Ribeiro (PP) e do vice-prefeito pessoense, Manoel Júnior (PSC). Isso, por enquanto.

 

Desembargadora investigada

Depois de ter o filho preso com 129,9 kg de maconha, 199 munições calibre 7.62 e 71 munições calibre 9 milímetros, armamento de uso restrito das Forças Armadas no Brasil, e, dias depois, liberado pelo Tribunal de Justiça do MS; e de ter um cheque no valor de R$165 mil apreendido com integrante de uma quadrilha de contrabando de cigarros, agora, a desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges está sendo investigada pela Gaeco- Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, em Mato Grosso do Sul, por venda de sentença. A desembargadora é a próxima presidente do Tribunal de Justiça daquele estado. Pense num quadro difícil!

 

Lula: estratégia plausível

Não é mais tão improvável que o ex-presidente Lula venha a disputar o pleito de 2018. A plausibilidade de que o Supremo Tribunal Federal venha a inocentá-lo quando do julgamento do mérito da sua condenação, que se deu em Segunda Instância, pode levar o próprio STF a soltá-lo. E, mais: pela Lei das Inelegibilidades, valeria o mesmo princípio, o da plausibilidade de que sua condenação seja revertida, em função do argumento da defesa de que o ex-presidente teve direitos constitucionais desrespeitados, para que Lula seja considerado elegível. Por isso, entrou em cena a turma do ‘deixa dessa angústia e açodamento’, no campo da esquerda.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s