Eleições 2018: Incertezas tucanas

Sérgio Botêlho

A possibilidade de o PSDB promover aliança com o PSB para as eleições presidenciais deste ano de 2018 ficou praticamente inalcançável depois que os socialistas decidiram, nesta sexta-feira, 02, que, nacionalmente, marcharão com opções à esquerda.

A decisão do PSB, que não deixa margem para escape a nenhuma seção estadual da legenda, prejudica as pretensões dos tucanos, em ter o PSB como verniz à esquerda, não apenas nacionalmente, mas, sobretudo em São Paulo.

Na mais forte unidade da Federação, o governador Geraldo Alckmin, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, tem como seu vice-governador o ex-deputado federal Márcio França, do PSB.

Acontece que França já anunciou sua inarredável decisão de disputar o governo do Estado. O socialista será governador paulista a partir do momento – agora, em abril – que Alckmin deixar o governo para assumir a candidatura presidencial.

Alckmin vinha costurando um acordo no PSDB de São Paulo para que Márcio França ganhasse o apoio do partido, na disputa pelo governo paulista, com a recíproca de que o PSB o apoiasse na disputa presidencial. Agora, vai tudo por água abaixo.

(Embora, na seara paulista, a chance de o PSDB apoiar Márcio França tenha se tornado bastante difícil, uma vez que o prefeito tucano Dória, ansioso por disputar o governo paulista, já detonou tal acordo, inscrevendo-se, ele próprio, como candidato do PSDB à sucessão de Alckmin).

Nessa pisada, estreitam-se cada vez mais os canais de interlocução do PSDB com outras legendas, visando a disputa presidencial, inclusive, pela direita do seu espectro de alianças, já que o DEM dá sinais de que pretende ter candidato próprio.

Partidos como PR, PP e PTB, por outro lado, tendem a esperar mais para se posicionarem perante o quadro da disputa presidencial, principalmente, esperar pelo MDB, que luta para ter candidatura própria na pessoa do próprio presidente da República, Michel Temer ou o ministro Meirelles.

O próprio DEM, ainda que não venha a apresentar candidatura própria à Presidência da República, não deve se decidir nem tão cedo por alinhamentos na disputa nacional, preferindo também esperar por ambientes mais definidos, ali pelo meio do ano.

Toda essa ausência de clareza sobre as possibilidades peessedebistas de alianças possíveis para a disputa presidencial faz com que o quadro em que se dará o afastamento de Alckmin do governo de São Paulo, até 07 de abril, seja de forte incerteza para o PSDB.

Situação, dessa maneira, tão inusitada para o partido, nos últimos 23 anos, faz com ganhe corpo, entre os tucanos paulistas, a preocupação com o futuro do partido, em São Paulo, estado onde o PSDB exerce poder político desde 1º de janeiro de 1995.

Com efeito, o afastamento de Alckmin do governo, e a ascensão do PSB com apelo à esquerda, pode juntar forças importantes, inclusive, o PT, ao lado de Márcio França, então, governador, pondo em risco a hegemonia tucana em São Paulo.

Assim, não se admirem se um dia os tucanos chegarem à conclusão de que o quadro de incertezas que ronda o mundo político-eleitoral brasileiro, e os perigos reais sobre o partido em São Paulo, não aconselham o afastamento de Alckmin.

Uma situação bem difícil para um partido que, nas duas últimas décadas, foi protagonista na cena política brasileira, bastando-se a si próprio para decidir sobre suas candidaturas presidenciais, com direito, até, a escolher alianças.

Definitivamente, não era esse o cenário que os tucanos esperavam estar vigorando a essas alturas do campeonato depois do impeachment da ex-presidente Dilma, onde tiveram invulgar destaque.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s